sábado, 6 de setembro de 2014

OS CAMINHOS DO MAR



É nos caminhos do mar, na estrutura mutante
do seu programa de memórias, de murmúrios,
é no testemunho da transparência das águas
na sua dimensão ecuménica, admirável
de unir o sangue e os bálsamos apetecíveis

que nos banhamos numa vertigem de ludíbrios
trazendo as neblinas e o cheiro forte da luz
de meridianos horizontes, uma voz bilingue
para as apetências da plenitude, do equilíbrio
instável da nossa instante tranquilidade.

E é pelo mar que nos vinculamos à terra,
que entendemos o cheiro acre da terra
e seus crisântemos repletos de inocências
para o reanimar do nosso berço anfíbio
a praia onde havemos de viver e morrer.

20 comentários:

. intemporal . disse...

.

.

. belíssima esta trova do mar que se faz a terra inteira a a.dentrar.nos o coração .

.

. um abraço .

.

.

Pérola disse...

No mar sempre existe caminho, cheiro que nos impele na maresia doce.

Beijo

heretico disse...

belo poema. gostei deveras!

abraço

Graça Pires disse...

O mar que nos liga e desliga da terra... Muito belo.
Um beijo, amigo.

M D Roque disse...

É ao mar que vamos buscar a paixão , tal como é o sol que nos revitaliza. Excelente o seu poema.
Abraço amigo. D

http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

Zilani Célia disse...

OI VIEIRA!
ESTES CAMINHOS DO MAR QUE TÃO BEM TRILHASTE PARA CHEGAR A ESTE BELO TEXTO, TODOS PROCURAMOS, MAS, NEM SEMPRE ESTÁ A NOSSA FRENTE.
LINDO TEU POEMA ONDE TERRA E MAR SÃO UM SÓ.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Maria do Sol disse...

Tenho saudade do mar...

Mariangela disse...

Bom dia Vieira!
Que todos possam buscar esse caminho com muita fé e sabedoria na certeza que irá encontrá-lo.
Obrigada pela visita.
Abraços,
Mariangela

Andrea Liette disse...

Caro Vieira,
O olhar português sempre ao mar ! Lindo poema de uma línguagem clássica admirável.
Muito ressonante o livro que está publicado aqui, no Brasil, com certeza uma importante contribuição para nossa literatura. Agradecida e honrada por sua visita! Seja bem vindo! Um abraço.

Vera Lúcia disse...


Lindíssimo, caro poeta.
E é nos caminhos do mar que me encontro e me reenergizo.

Ótimo final de semana.

Abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

o mar sempre na inspiração do Poeta

muito belo:)

MARILENE disse...

Mar, tradução do infinito, a ladear o mundo de terra onde nos fixamos. Muito belo. A produção de seu livro é primorosa e seu interior, rico. Parabéns! Bjs.

SOL da Esteva disse...

Viemos do Mar, logo é nele que temos os sentimentos mais profundos. Os Caminhos que dele e a ele nos conduzem, são os caminhos do nosso destino comum. A Terra, Amigo, apenas se apega ao Mar...



Abraços



SOL

Magia da Inês disse...

·..✿✿。°
O mar, eterno cismar!...
Ótimo domingo!!!

Boa semana!
Beijinhos.·..✿彡
°。✿⊱。。

Evanir disse...

Poeta Amigo..
Tens uma amiga que ama seus pemas a longa data
vejo feliz sua venda de livros aqui no Brasil .
A alegria invade meu coração ..
Uma feliz semana.

Abraços..
Evanir.

Elisabete disse...

O mar, uma das maravilhas da Natureza!
Parabéns pelo poema.
Bjs

Dorli disse...

Oi Vieira,
Uma poesia muito linda, digna de grandes poetas.
Beijos no coração
Lua Singular

Anónimo disse...

Bom dia, Vieira,
O mar, seus mistérios e o poeta tecendo belíssima poesia.
obrigada p/visita ao meu humilde blog. Abçs!

Helena disse...

O mar, sempre inspirando os poetas a buscar nas suas águas a beleza de suas imagens e memórias, porque é sempre pelos caminhos do mar que aportamos à praia "onde havemos de viver e morrer." Magnífico poema! Como todos aqueles de tua criação!
Sorrisos e estrelas nos teus caminhos,
Helena

Parapeito disse...

E não somos nós um pais de marinheiros !
Lindo o poema.
brisas doces **