sábado, 28 de novembro de 2015

Façamos hoje o mesmo gesto

'
Façamos hoje o mesmo gesto delicado
dos nossos avós

em memória dos princípios que regem
o propósito antigo
de plantar uma árvore onde havia outra árvore
no chão que persiste

o projecto lhano do destino
de ir substituindo gerações por outras gerações
sobre a terra.

Façamos esse mesmo gesto delicado
em memória dos nossos avós
e do seu propósito antigo de reger-se
por processos que persistiram desde os antigos

que plantavam árvores para a ventura
de ver a terra coberta de flores e seus frutos
para seus filhos

filhos de seus gestos antigos dedicados
de ir plantando árvores
sobre a terra.

17 comentários:

Sheyla Xavier disse...

Olá, Vieira

Lindo poema, devemos seguir sempre os costumes dos nossos antepassados.
Muito bom conhecer seu blog.

Bjos e bom final de semana,
http://www.dmulheres.com.br/

Crocheteando...momentos! disse...

Gestos que farão toda a diferença na nossa vida!
OBRIGADA PELA VISITA e gostei deste poema!

Andradarte disse...

Bonito e verdadeiro poema....Como plantamos árvores na vida,
assim as plantemos também na Natureza....São tudo gestos
naturais, que nos regem e nos guiam....
Grande abraço

Dorli Ramos disse...

Oi amigo
lindo poema.
Eu plantei uma árvore em frente a minha casa, é a quarta vez que tenho que refazer a calçada, mas faz uma sombra gostosa; eu não a uso, pois não deixo carro fora o coloco na garagem
Meu jardim é pequeno, tem dois lindos coqueiro, grama, agora vou plantar flores pequenas bem coloridas.
O quintal é imenso, mas todo ladrilhado.
Abç
Minicontista2

MARILENE disse...

Muito belo o fundamento de seus versos. Que conservemos os valores que nos passaram, mantendo as plantações que realmente importam. Como todos os demais, lindo o poema. Bjs.

Blog da Gigi disse...

Lindo domingo!!!!!!!!!!! Beijos

São disse...

Façamos então o mesmo gesto ....

Bom fim de semana, meu caro

Vera Lúcia disse...

Olá grande poeta,

Versos belos, calcados na sabedoria daqueles que nos precederam e tudo fizeram para nos deixar um legado de princípios e valores que jamais deveriam ser olvidados.Toda boa plantação gera bons frutos, quer seja no sentido figurado da vida, quer seja na natureza, e, nesta, plantar árvores e preservá-las é atitude que garante a continuidade da vida no Planeta e repete o gesto de delicadeza de nossos avós de plantar árvores "para a ventura de ver a terra coberta de flores e seus frutos
para seus filhos".

Ótimo domingo.

Abraço

Gracita disse...

Olá amigo poeta
Façamos como eles que detinham grande sabedoria.
Um legado importantíssimo que não podemos deixar que se perca no esquecimento
Um poema maravilhoso
Um beijo

lino disse...

Não posso plantar árvores na varanda mas já plantei muitas em terreno propício.
Abraço

Marina Fligueira disse...

¡Hola Maestro!!!

Bellísimos versos dedicados a los abuelos que tanto cariño y enseñanza nos dieron, mas hoy seguimos dándolo nosotros a nuestros nietos.
Ha sido un inmenso placer pasar a leerte.
Un abrazo, mi gratitud y mi estima.
Feliz semana.

CÉU disse...

Só se considera Homem, quem faz três coisas e que são: fazer um filho, escrever um livro e plantar uma árvore.
Façamos, então, este gesto bonito que é dar continuação à natureza.

Abraços.

Ana Freire disse...

Plante-se... em vez de apenas se ansiar por colher... e talvez um dia... nada nos falte, neste nosso mundo tonto, onde se roda para o mesmo lado... até se perder o sentido de tudo!
Acho que é mesmo isso... com a perda dos antigos propósitos... das gerações mais antigas... foi-se perdendo o verdadeiro sentido do mundo... e dos seus verdadeiros valores...
Passando por aqui... e agradecendo a sua presença, e a amabilidade das suas palavras, lá no meu canto, em artandkits.blogspot.com e adorando descobrir este espaço de poesia... e valores... que certamente, será um prazer, visitar novamente...
Abraço! Desejando-lhe uma excelente semana!...
Ana

Suzete Brainer disse...

Um gesto delicado de amor e ensinamento para perpetuação
da vida e como o mundo cada vez mais carente destes
gestos e ensinamentos...

Saudações poéticas!

Ps: Grata pela gentil visita no meu blog...

Laura Santos disse...

A necessária ligação entre o Homem e a Natureza, que de certa forma se tem vindo a adulterar pela presunção de que da Natureza se pode usar e abusar sem pensar no futuro. Os antigos sabiam e não deixaram de plantar árvores; os "modernos" querem apenas ter frutos à sua disposição.
Belo poema, como sempre, Poeta.
xx

ॐ Shirley ॐ disse...

Pois então, plantemos árvores, de preferência frutíferas, para que alimentem pessoas e pássaros.
Grande abraço!

Majo disse...

~~~
Muito sentido e amoroso, este seu poema ecológico, Poeta amigo.

A humanidade asfixia, assim como tudo o que vive neste planeta,

porém, poucos pensam em respeitar árvores e refazer florestas.

Pertinente, didático e belo - perfeito!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~