domingo, 4 de janeiro de 2015

OS TEUS OLHOS


Os teus olhos perpetuavam a lembrança dos grandes rios
perpassando na bruma antiquíssima da montanha
e tinham o silêncio trémulo transparente das estrelas
que se extinguem ao clarim da aurora

Os teus olhos tinham a serenidade dos grandes dias
iluminando a cinza prateada das escarpas
na cor serena tranquila das memórias
que renascem ao clarim da aurora

Os teus olhos tinham o sussurro rumorejante das ervas
onde crescem os ventos ágeis da planície
a luz milenar da manhã primeira
que me acordou ao clarim da aurora.

29 comentários:

Andrea Liette disse...

Um poema cintilante e "boreal" para inspirar um ano novo de poesia.
Grande abraço.

SOL da Esteva disse...

Os olhos, janelas da Alma, deixam ver os amanheceres de cada Vida.
Precioso, V Calado.


Abraços


SOL

O Sibarita disse...

Ei calado! kkkk Em tempo, desejo-lhe e aos seus um ANO NOVO REPLETO DE SAÚDE, ALEGRIA, FELICIDADE E QUE OS SONHOS SE CONCRETIZEM AO LONGO DE 2015!

Quanto ao poema, um pelo poema em que os olhos de lá ela (kkkk dela) são bem falados... ô coisa boa! kkkkkk

Porreta!

O Sibarita

Mariazita disse...

Caro Calado
Hoje venho agradecer e retribuir os seus votos de BOM ANO.
Que no ano que agora começou tudo corra à medida dos seus desejos.
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHASBeijinhos

Elisabete disse...

Bonita homenagem aos olhos da amada.
Bom fim de semana

Pérola disse...

Amor que se lê no olhar.

belo.


beijo

Luma Rosa disse...

Oi, Calado!
No poema você se refere ao que os olhos tinham. Fiquei pensando nesses olhos... O que eles possuem agora?
:)
Beijus,

vendedor de ilusão disse...

Olhos sussurrando ao clarim da aurora. Muito bonito!

Vanuza Pantaleão disse...

Que olhos seriam esses que te inspiraram a fazer um poema tão lindo, querido amigo?
Feliz 2015!

ॐ Shirley ॐ disse...

Quando existe o verdadeiro amor, os olhos são portadores de deliciosas promessas.
Vieira, beijo!

Laura Santos disse...

Inesquecível o olhar que transporta a serenidade dos grandes dias
e onde a natureza se reencontra com o tempo milenar de todas as coisas.
Belo poema, Vieira Calado!
xx

Elyane Lacerdda disse...

Que olhos maravilhosos,amigo!
os olhos são reflexos da alma!
Eu aprecio demais o olhar das pessoas, os olhos falam!
Bjus e lindo demais!
http://www.elianedelacerda.com

Labirinto de Emoções disse...

Quantas vezes os olhos gritam o que a boca cala...
Um BOM ANO de 2015
Um beijinho
Teresa

Bandys disse...

Linda poesia.
Eu adoro o olhar e principalmente o meu.
Os olhos em silencio dizem muito mais que mil palavras.
beijos

Lilá(s) disse...

Bela inspiração que esses olhos proporcionaram!
Bjs

Zilani Célia disse...

OI VIEIRA CALADO!
OS OLHOS, ME PARECEM INDEPENDENTES DO RESTO DE NOSSOS CORPOS, POIS, FALAM O QUE NOS VAI NA ALMA, MESMO QUE NOSSAS PALAVRAS DIGAM TUDO DIFERENTE.
BELA INSPIRAÇÃO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

sonia a. mascaro disse...

Que beleza de poesia! Muito linda mesmo!
Abraços e obrigada por seu comentário em meu blog.



♥ E LENA ♥ disse...

Gracias por su visita!
Les deseo Feliz Año Nuevo lleno de logros!
Un hermoso día!

Crocheteando...momentos! disse...

Lá diz o poeta: "Os olhos são o espelho da alma"...
E nesta poesia senti esse olhar poético!

Uma aprendiz disse...

Olá,

Vim conhecer seu espaço. Parabéns pelo poema.

Enquanto lia teus versos
Veio-me a mente a imagem de minha mãe
Aliás, de todas as mães
Estas senhoras guardam em si tantas histórias
Tantas marcas do tempo
Graças à Deus ainda posso desfrutar desta minha
Fonte inesgotável de amor


Olinda Melo disse...

Os olhos, os espelhos da alma.
É onde encontramos o amor, a amizade,
sentimentos que nos aquecem a alma.
Belo poema, caro Vieira Calado.
Abraço
Olinda

Mar Arável disse...

Gostei caro poeta

lupuscanissignatus disse...

Inspirado.

Respira-se por dentro dele.


Saudações, Vieira Calado.

Ailime disse...

Genial Poeta boa noite,
Sempre um prazer poder "beber" do seu enorme talento poético!
Um poema lindo sobre um olhar inesquecível!
Um beijinho.
Ailime

Fê blue bird disse...

Um poema que traduz a beleza desse olhar.

beijinho

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

São os olhos, os mais corriqueiros inspiradores dos grandes poetas!
Beijo, calado!

Maria Luisa Adães disse...

Brilhante seu poema!

Estou no Brasil com um calor tremendo
Há cerca de 84 anos não fazia um calor igual

Tempestades à noite
E a água sempre cai no local errado (centro da cidade)
Árvores caem em Ibirapuera

Loucura tropical! Meu amigo graças por o encontrar
Seus poemas encantam o viajante cansado
e lhe dão novas forças para caminhar!

Ainda vou ficar até Março, mas já com saudades

Ano Novo Feliz!

Maria luísa

Ingrid disse...

Ah! os olhares...
inspiradores.
beijo e um ótimo Sábado.
Grata pela companhia.

EU disse...

Belíssimo olhar...
Um ótimo 2015, Vieira Calado
Bjo :)