sábado, 19 de dezembro de 2015

Uma casa constrói-se ao lado dum caminho


Uma casa constrói-se ao lado dum caminho,
a respiração contida, a luz adequada à festa
duma porta entreaberta, grave, mas vigilante,
na virginal sedução por aromas encobertos.

Para sustentá-la em seus símbolos de fogo
e seus muros de imponderável leveza,
iludem-se os barros no plasma dos sonhos,
o tecto lavra-se para as duradoiras chuvas
em cerimónia primitiva ritual de origens.

Servem-se as ervas em remotas narrativas
de saberes esquecidos, vividos nas cinzas
do tempo breve que preencheu a claridade.

E para a necessária tolerância das ruínas
a incansável circulação dos magmas, o frio,
ignoram-se os desvios dum coração audaz

porque a casa é o lugar exacto dos ruídos
a respiração das águas que caiem devagar
desconhecendo o pó, os átomos do delírio.

 em "CAUSAS DE HABITUAÇÃO", a publicar

18 comentários:

Algodão Tão Doce disse...

Feliz Natal!!! Que a manjedoura do seu coração esteja pronta para receber o Menino Jesus que irá nascer!!!
Um ano novo repleto das bençãos de Deus!!!
Doce abraço com carinho, Marie!

Tais Luso disse...

Vieira, Boas Festas pra você e que o próximo ano lhe traga o dobro de esperança, de saúde, de amor e de inspiração. Com certeza nos brindará com belos poemas, como sempre o fez.
Grande abraço!

A Pequena Boneca de Trapos disse...

Fantástico poema recheado de pura sabedoria!

Bjxxx

Ane disse...

Oi Vieira!Gostei dos versos,a casa a beira do caminho tem muito mais do que aparenta...Boas festas!

José Carlos Brandão disse...

Todo elogio é redundância.
Feliz Natal e um excelente 2016.

José Carlos Brandão disse...

Todo elogio é redundância.
Feliz Natal e um excelente 2016.

José Carlos Brandão disse...

Todo elogio é redundância.
Feliz Natal e um excelente 2016.

Blog da Gigi disse...

Abençoado Natal!!!!!!!!! Beijos

Isa Sá disse...

A passar para desejar um Feliz Natal, junto daqueles a quem mais ama.

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Edumanes disse...

Nessa casa construída à beira dum caminho,
agora, quantas portas tem pergunto eu
por qual delas a voar entrou o passarinho?
lindo poema o poeta Vieira Calado escreveu!

Mais uma pergunta de algibeira,
faço para quem a ela quiser responder
temos que levar a vida na brincadeira
neste mundo, de vagara ou a correr!

Nessa casa à beira do caminho construída,
quando é que se abre a porta à Berta
desejo Feliz Natal, para você e sua família
eu sei que a resposta não rima mas esta certa!

Um abraço.

Ghost e Bindi disse...

Olá Vieira, que lhe venha um Natal cheio das alegrias puras da infância, e um novo ano em que os sonhos continuem dando frutos poéticos em seu blog.
Abraços,
Bíndi e Ghost - A Esquina dos Versos

Jaime A. disse...

Apenas um grande abraço com votos de que o Menino Deus o continue a visitar com as Boas Novas renovadas para 2016.

Um grande abraço.
Jaime A.

Elvira Carvalho disse...

Hoje eu só passei para desejar um feliz Natal com todos os que ama. Eu voltarei dia 26.
Abraço

Ana Tapadas disse...

Belos poemas, meu poeta.

Boas Festas!

Beijo

tulipa disse...

Olá Poeta, tudo bem?

Hoje passo para desejar um feliz Natal com todos os que ama.

Festas Felizes!

Para mim, não é bem todo o mês de Dezembro,
mas... tal como acabei de descrever no post que fiz HOJE
toca-me particularmente, por aquilo que presenciei a minha menina Tânia
a sofrer e a ser abandonada por profissionais de saúde,
a 2 dias do Natal.
Haja mais humanidade no coração das pessoas!
...
Também pelas ausências, dos que já se foram...
e... fizeram parte dos meus MELHORES NATAIS
principalmente na Infância e na adolescência.

Feliz Natal, com afectos, saúde e paz.

Beijinho da Tulipa.

Odete Ferreira disse...

Belíssima construção poética, sendo que o título encerra toda a mensagem. E como concordo! Como a vida se faz caminhando, também a casa física e lugar de afetos se faz com o crescimento de nós! Por extensão, também a casa do outro, o mundo...
Uma ótima quadra natalícia, amigo.
BJO :)

Majo disse...

~~~
Percorrido o caminho nos regressos,

são alturas em que a nossa casa é mais confortante...

~~ Excelente semana de fim do «Ano Velho» ~~

~~~~~ Abraço amigo, José. ~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema cheio de sabedoria.
muito belo!
beijos
:)