quinta-feira, 21 de agosto de 2014

O POEMA - CIRCUNCICLO



"Circunciclo" é o título do livro recentemente dado à estampa, 
no Rio de Janeiro.
É um só poema que se estende por todo o livro.

Eis as primeiras estrofes:


Por toda a terra
por sobre todas as suas alucinações
e escombros

pelo delírio
que é a engrenagem fugidia do ar
e suas cores de incenso e fogo

pela vida e pela morte dos símbolos
e da roda simétrica de fortunas e ocasos

...a roda que rola na roleta
...o rolar lilás dum sonho

pela voraz decrepitude das formas
e suas deambulações sobre as águas
trazendo uma lágrima aos nossos olhos
e o esmorecimento ao fogo e ao incenso

na casualidade dum átomo
que oscilou
entre a matéria e o frágil magistério
das essências que povoam os ares 

(...)

21 comentários:

SOL da Esteva disse...

."[...]a roda que rola na roleta [...]" ou dá sorte ou desgraça.
Não acredito no "jogo" como modo de crescer, dar forma...
Um poema (parte) promissor.


Abraços


SOL

Anónimo disse...

Terei que ler isto,gostei.
r: Pois é, quem me dera o ter também, saudações!

Isy disse...

Muitos parabéns pelo livro, o maior sucesso!

bjxxx

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Poeta

Deve ser simplesmente soberbo, pelo que li aqui. Muitos parabéns e que o livro seja um sucesso.
A capa é linda também.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Zilani Célia disse...

OI VIEIRA CALADO!
A CAPA LINDA E PELO QUE PUDE LER AQUI, O TEXTO TAMBÉM É BELÍSSIMO E O INUSITADO DE SÓ UM POEMA COMPOR O LIVRO, SÃO FORTES INGREDIENTES PARA O SUCESSO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Marta Vinhais disse...

A vida a rodar... Lindo; fiquei com curiosidade de ler o resto. Parabéns...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

© Piedade Araújo Sol disse...

é a vida que rola e roda....

desejo os maiores sucessos e deixo um

beijo

:)

VILMA PIVA disse...

Olá Vieira Calado, genial o tema tratado poeticamente em todo livro. Adorei e fiquei curiosa com vontade de ler todo livro. Sucesso, Poeta!!!Beijos

✿ chica disse...

Maravilhosa poesia,Vieira! Vim ,agora que está bem perinho da Bienal, desejar o maior sucesso pra ti! Mereces! abraços,chica

Maria do Sol disse...

Gostava de ter este livro.

Abraçios

Lindalva disse...

Clap clap clap. Bom dia amigo. Continuo lambendo ainda as feridas pela passagem do meu paizinho, mas o senhor chamado TEMPO me avisou que a vida quer queiramos ou não CONTINUA, assim venho te convidar para a Festa de Encerramento do 9º Pena de Ouro. Você faz parte desta festa e também responsável para que eu continuasse minha caminhada. Desculpe ser um convite SPAM, mas o que estou te dizendo é o mesmo para quem eu quero que esteja neste momento comigo, tu uma destas pessoas, seja blogueiro que eu tenha abraçado no pessoal ou não, mas que sinto aqui dentro do coração real. Te espero no Ostra. Beijos n’alma!

http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br

Laura Santos disse...

É pela vida e morte dos símbolos que a nossa vida avança. Se nada renascesse ficaríamos nós também para sempre os mesmos.
O tempo e o mundo rolam e nós rolamos com eles.
"o rolar lilás de um sonho" Gostei; o lilás é a minha cor preferida, e embora o sonho possa ter todas as cores, até as que não existem, essa deve lá estar, ao menos para tornar o meu sonho mais bonito ao meu olhar.
xx

Carmem Grinheiro disse...

Bom dia, Vieira Calado.
É a vida sempre a rodar, levando-nos juntos em suas voltas.
abço amigo

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, fazemos parte da roda simétrica que nos destina, votos de um estrondoso sucesso.
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

mfc disse...

A vida não pára, assim como a tua inspiração!
Desejos de sucesso e muita sorte.

Um abraço.

Ailime disse...

Genial Poeta,
Parabéns pela publicação do Livro, que pela excerto deverá ser grandioso!
Vou alterar o link para ficar actualizada!
Um beijinho desejando que o verão em Lagos esteja óptimo e que a sua cidade esteja repleta de luz.)
(Na Manta Rota na primeira quinzena esteve como sempre uma maravilha;))!
Ailime

Pérola disse...

Uma roda incessante...

Poeticamente belo.

Beijo

Jorge Santos disse...

no lodo Onde eu afundei a dama e tramei o Rei
Apenas continuo e teimo na procura de uma tradução melhor para o mundo.
Que a areia não me faculta...(nem a ciência)
(obrigado pela excelente poesia)

Lucia disse...

So pela capa e pelo que postou, fiquei bastante curiosa em ter seu livro!
Sucesso!!!!

Olinda Melo disse...

E a vida segue o seu ciclo e nós com ela,
e no meio encontros e desencontros.

Caro Poeta, desejo-lhe o merecido sucesso.

Abraço

Olinda

Mariangela disse...

Que esta roda da vida a girar lhe traga mais e mais sonhos realizados! Felicidades...sucesso!!
Abraço,
Mariangela