quarta-feira, 8 de outubro de 2014

HOJE COMECEI



Hoje comecei
mas não ri
nem chorei.

Comecei
como se começa
nem devagar
nem depressa.

Comecei
como se termina.

Começar e acabar
é mesma sina.

Não vale a pena ter pressa...

27 comentários:

Arione Torres disse...

Oi amigo, vim lhe desejar uma ótima semana, abraços!!

Andrea Liette disse...

Oi Vieira,

Adorei: bela síntese!
Um abraço.

helia disse...

Concordo "Não vale a pena ter pressa...", porque "Começar e acabar é mesmo sina."
Bom Fim de Semana

Maré Viva disse...

Tão sucinto, mas tão completo!
É preciso começar, se possível, acabar, com ou sem pressa...
Um abraço.

lino disse...

Tem quem pressa acaba por terminar onde começa!
Abraço

Dorli disse...

É vero,
A gente começa e muitas vezes se faz necessário terminar logo para não haver piores consequências.
Beijos no coração
Lua Singular

✿ chica disse...

Sem pressa, na certeza de chegar! LINDA! abração,chica

Vera Lúcia disse...

Olá poeta,

Com certeza, não vale a pena ter pressa, já que chegaremos ou acabaremos a qualquer passo. Que seja, então, a passos que nos permitam desfrutar dos instantes e das belezas da jornada.
Adorei a construção do poema. Lindo!

Grande abraço.

♥ E LENA ♥ disse...

Gracias por su visita!
Una hermosa semana!

Edumanes disse...

Por aqui me mantenho,
quem tiver pressa que vá andando
porque pressa nenhuma tenho
devagar estou chegando,

É verdade amigo poeta,
ter pressa, não vale a pena
não há terra como esta
sem pressa li o seu poema.

Um abraço.

Andreia Morais disse...

r: Muito obrigada pelas palavras!
Volte ao blog quando quiser, será sempre bem-vindo

Evellyn Lima disse...

Bom dia tio.
Vim agradecer a sua visita ao meu bloquito.
O senhor me pergunta e se todos os dias fossem dia das crianças? Seria ótimo embora eu ache que todos os dias são dia das crianças, esse deveria ser mais um dia do comercio rsrs, e quanto ao texto. Mesmo que comece, sem muitas vontades, ainda é melhor começar do que parar.

Bjsss

Minha vida de campo disse...

Olá como estas?
Um belo poema e muito inspirador. Toda segunda começo uma dieta mas ela é infinita nunca termina, será por que nunca sigo. hahah Inspirado em seu poema farei mais uma tentativa.
Tenha um ótimo início de semana.

© Piedade Araújo Sol disse...

se calhar até tens razão!
pressa para quê?!
bom dia e boa semana.
beijinho

:)

MARILENE disse...

Começos e fins, não há como fugir deles. Ora se caminha lento, ora se corre, dependendo do momento. O ponto de chegada não se move e o importante é caminhar para ele. Bjs.

Beatriz Bragança disse...

Amigo Poeta
O melhor de tudo é que sempre podemos começar! Ou...recomeçar!
Vivendo um dia de cada vez,sem sobressaltos!
Um abraço
Beatriz

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Olá amigo poeta... obrigado por:
a) A visita sempre doce e inspirada;
b) Palavras que refletem a sabedoria de viver.... sem pressa! A pressa é inimiga da perfeição e de nosso aperfeiçoamento.
A vida vem em ondas como o mar... num indo e vindo infinito.. um recomeçar infinito!

Marina Fligueira disse...

Ciertamente así es, si tienes prisa ve despacio para llegar a tempo a la cita.

Gracias por tu buen hacer y por tu visita.
Besos en vuelo.

Helena disse...

Não há que se ter pressa para começar e muito menos para acabar... Mas há que se ter pressa para viver!

Tainásp disse...

Linda poesia, passando para desejar um feliz final de semana!!!!
Super beijos da Tatá!!!!

Fá menor disse...

Bem, tem que se começar por algum lado...
e, de facto, "depressa e bem não faz ninguém".
Boa continuação!

Crocheteando...momentos! disse...

Isso mesmo: Não vale a pena ter pressa!
Gostei!
Passarei mais vezes!

Ailime disse...

Bom dia Genial Poeta, muito obrigada pela sua visita!
Sempre excelente o que escreve!
Depressa e bem ninguém, como tem sido o meu caso!
Beijinhos e ótpimo dia.
Ailime

Labirinto de Emoções disse...

OLá Vieira Calada

Obrigada pela sua visita...
Para um blogue este seu poema não está nada mal...
Parabens!
Teresa

Jaime A. disse...

O princípio e o fim fundem-se, a cobra morde a cauda: eis aqui neste poema, também, o eterno retorno.
Forte abraço.

Anónimo disse...

Para todos os fins, um começo!

Abraços, poeta.

Clau disse...

O importante é começar, e abandonar a estagnação.
Sem pressa e seguindo o nosso ritmo,
sempre haveremos de chegar!
Beijos!